Weby shortcut
Topo

Anais-2010 - Apresentação

Atualizado em 19/11/14 09:30.

APRESENTAÇÃO

Este caderno reúne os resumos dos trabalhos de estudantes da graduação em Ciências Sociais (bacharelado e licenciatura), da pós-graduação em Antropologia Social (mestrado) e da pós-graduação em Sociologia (mestrado e doutorado), participantes do I Seminário de Pesquisa da Faculdade de Ciências Sociais – diálogos entre a graduação e as pós-graduações (I SPFCS), realizado entre 20 e 22 de outubro de 2010.

A intenção de ampliar a interlocução entre estudantes de graduação e de pós-graduação por si só já constitui um desafio: a valorização da participação igualitária, na qualidade de expositoras/es, de pesquisadoras/es em distintas etapas de formação acadêmica e amadurecimento teórico e com projetos de pesquisa, monografias de conclusão de curso de graduação, dissertações e teses que tratam de temáticas variadas, em distintos campos disciplinares constitutivos das Ciências Sociais - Antropologia, Ciência Política e Sociologia.

O evento foi pensado como uma oportunidade para estreitar as relações entre alunas/os e professoras/es da Faculdade de Ciências Sociais da UFG, estas/es últimas/os participando das atividades como orientadoras/es dos trabalhos apresentados e coordenadoras/es e debatedoras/es dos Grupos de Trabalho (GT). Além disso, possibilitou a adesão, como coordenadoras de GT, de professoras do campo da Museologia, curso criado no âmbito de nossa Faculdade, no primeiro semestre de 2010, o que reforça ainda mais o caráter interdisciplinar da proposta.

Em tempo, desafios da interdisciplinaridade também poderia ser o subtítulo deste I Seminário de Pesquisa da FCS. Interdisciplinaridade que, no campo das Ciências Sociais, constitui uma necessidade a fim de se evitar conformismos e maniqueísmos, relativos tanto às práticas metodológicas de pesquisa quanto aos pressupostos teóricos e às categorias analíticas que estruturam a compreensão das dinâmicas sociais.

Entendemos que no mundo atual as/os cientistas sociais precisam considerar com urgência o fato de que muitos conceitos, categorias ou interpretações estão com seus significados e alcances abalados, desafiados e cada vez mais marcados pela polissemia. Como o enfrentamento desta problemática requer a formação de profissionais capazes de atuar em vários cenários sociais,munidos de potencial para compreender e alterar as condições nefastas da vida humana, este I Seminário objetiva colocar em evidência a forma dialógica e interdisciplinar de fazer ciência.

Por outro lado, queremos destacar que foi imprescindível a atuação coletiva na organização deste evento, que contou com a participação de alunas/os das disciplinas Trabalho Final de Curso 2, da graduação em Ciências Sociais, Elaboração de Projeto, do Programa de Pós-Graduação em Sociologia, e Tópicos Especiais em Antropologia – Práticas de Pesquisa, do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social. Sem o interesse, a dedicação e a responsabilidade das/os alunas/os e das/os técnicos/as-administrativos/as envolvidos/as, não seriam atingidas a forma e a qualidade necessárias ao sucesso da atividade. Além de uma comissão organizadora geral, foram constituídas outras cinco comissões, formadas por um número significativo de estudantes, responsáveis pelo controle de inscrições e composição dos GT, pela revisão dos resumos e dos trabalhos completos, pela divulgação e comunicação, pela infra-estrutura e apoio logístico e pelo controle de frequência e emissão de certificados.

Foram realizadas inúmeras reuniões das comissões específicas e outras tantas com grupos ampliados de alunas/os da graduação e da pós para o planejamento e a execução de dezenas de tarefas. Entre estas, uma fundamental foi a definição dos eixos temáticos e a composição dos GT, que deveriam permitir o diálogo entre estudantes e professoras/es vinculadas/os às diferentes linhas de pesquisa dos programas de pós-graduação e às áreas de Antropologia, Ciência Política e Sociologia, integrantes da graduação em Ciências Sociais, evitando-se a formação de grupos que reunissem trabalhos muito próprios a um certo campo disciplinar.

Neste contexto, queremos registrar que no caderno os resumos estão reunidos de acordo com a estrutura das sessões que integram os seis GT do Seminário, concebidos para reunir, em diálogo interdisciplinar, as pesquisas das/os participantes. São eles: GT I - Narrativas, memória e discursos; GT II - Pensamento social; GT III - Práticas cotidianas, mídia e consumo; GT IV - Direitos humanos, política e diversidade cultural; GT V - Educação, cidadania e interseccionalidades; GT VI - Sexualidade, corpo e saúde. Embora todos os trabalhos apresentados sejam de alunas/os da Faculdade de Ciências Sociais, o Seminário é aberto a toda a comunidade acadêmica e à sociedade em geral, reforçando os laços entre ensino, pesquisa e extensão, que estruturam o processo de produção de conhecimentos na universidade.

Que esta experiência de trabalho compartilhado em tantos níveis possa trazer muitas flores, frutos, ideias e ações, parte de nosso projeto utópico de um mundo mais solidário e justo, onde nossas vidas sejam plenas de possibilidades, realizações e prazeres.

Prof. Luiz Mello e Profa. Maria Luiza Rodrigues Souza

Listar Todas Voltar